/BLOG

Destaque:

Cobrança Factoring

5 dicas para o sucesso do plano de negócios da sua factoring


08/11/2016 | 0 Comentários | por Decisão

Qualquer empresa comum precisa criar um plano de negócios para ter um direcionamento mínimo ao longo da sua vida. Afinal, é ele que ditará as ações que podem ser feitas a curto, médio e longo prazo para que o líder do negócio consiga gerar resultados satisfatórios. Continue lendo este artigo e confira algumas dicas que podem ajudar a montar um bom planejamento! 

 

  1. Pesquise sobre o mercado e os concorrentes

Logo no começo do plano de negócios, você deve fazer um mapeamento do mercado e dos concorrentes. Quais factoring estão no mesmo porte da sua e brigando pelo mesmo tipo de clientes? Além disso, há uma abertura no mercado para oferecer o seu serviço? Será que todos conhecem e entendem as vantagens dele? E quanto às fraudes? Elas realmente acontecem?

Faça todas essas perguntas e outras que julgar necessárias para entender o terreno que está pisando. A partir daí, você começará a visualizar as brechas que estão abertas, quais são as primeiras dificuldades e oportunidades, suas forças e fraquezas etc.

 

  1. Entenda o seu público-alvo

Leve em consideração os fatores geográficos, etnográficos, psicográficos, demográficos e comportamentais! Ou seja, não se limite apenas à renda, idade e local, mas busque entender a fundo quem é o seu cliente. Procure saber qual é a motivação por trás da aquisição do serviço para que você consiga oferecer algo com o maior valor agregado possível!

Mas lembre-se que ao longo do feitio do plano de negócios, é sempre válido ir remodelando o público-alvo para deixá-lo cada vez mais preciso. Afinal, por exemplo, antes de mapear o mercado, a sua factoring terá um determinado público em mente, mas ele pode mudar totalmente depois desse processo inicial.

 

  1. Entenda bem o seu serviço

Agora que você já sabe quem é o seu público-alvo e conhece bem as suas dores, é preciso entender a fundo o que a sua factoring oferece e pensar em como ofertar o serviço de forma que supra, diretamente, as necessidades dos seus potenciais clientes.

Para isso, pense em como é possível se comunicar com eles de uma maneira diferenciada dos concorrentes e, claro, eficaz.

 

  1. Tenha um contador

Mesmo que você tenha sido um grande bancário ou já conheça bem esse segmento, talvez seja preciso ter um nível de conhecimento um pouco maior para fazer todos os cálculos necessários na realização de uma operação de factoring e isso deve constar no plano de negócios. Além de um excelente software operacional é fundamental que faça opção por um escritório especializado em factoring. Afinal, este é um trabalho que precisa de cálculos relativos as projeções financeiras como ISS, Advalorem, Cofins, informações para COAF, tributos municipais e federais.

 

  1. Defina metas

É simplesmente impossível saber se qualquer projeto deu o resultado esperado caso não se saiba o que esperar. Então, tente criar objetivos facilmente mensuráveis — numericamente, de preferência — que demonstrem a evolução da sua factoring. Você pode pensar em uma quantidade de clientes alcançados, num lucro mensal ou anual etc.


Entendeu como o plano de negócios pode definir os rumos da sua factoring ajudando-a a ter um crescimento sustentável ao longo dos anos? Ficou com alguma dúvida sobre o assunto? Conhece outra dica que pode ajudar novos empreendedores? Então deixe um comentário e teremos prazer em respondê-lo!

Compartilhar:

/DEIXE SEU COMENTÁRIO


Endereço

Rua Uberaba, s/n, Quadra 77, Lote 09,
Sobrado 03 - Jardim Luz
Aparecida de Goiânia - GO
74915-123.


Matriz - GO

(62) 4013-9300 / (62) 3280-9300


Filial - SP

(11) 5081-6033


Representante - MT

(65) 3646-8803 / 99227-5789

    Siga-nos: